Ir direto para menu de acessibilidade.


Página inicial > Notícias > Semana do Quadrinho Nacional reúne profissionais e fãs de arte visual no Centur
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Semana do Quadrinho Nacional reúne profissionais e fãs de arte visual no Centur

  • Publicado: Quinta, 29 de Janeiro de 2015, 15h02
  • Última atualização em Sexta, 25 de Dezembro de 2015, 03h39
  • Acessos: 961

Um bate-papo sobre a relação entre os quadrinhos e a literatura marcou a abertura da Semana do Quadrinho Nacional, na Biblioteca Arthur Vianna, que teve como convidados a escritora Robert Spindler, Fábio Nahon e André Ciderfão. A programação prossegue até 30 de janeiro, no Centur, onde também está montada, no segundo andar, a exposição Made In Pará, que reúne quadrinhos produzidos no Estado desde 1937 até os dias de hoje, destacando artistas como Joe Bennett, Jack Jadson, Rafael Lanhelas e Carlos Paul.

Segundo Ruth Costa, coordenadora da Biblioteca Arthur Vianna, o acervo da gibiteca possui números raros no mundo dos quadrinhos. “Na nossa exposição o público vai encontrar, por exemplo, a edição número 01 da Revista em Quadrinhos do Pato Donald”, indica a coordenadora.

Oficinas – Os amantes da criação visual tem, ainda, a oportunidade de participar, até a sexta-feira, 30, da oficina de quadrinhos com o produtor paraense Alexandre Nascimento, ministrada de 15h as 17h. O objetivo, segundo o instrutor, é despertar nos alunos a curiosidade do processo dos desenhos, a elaboração de uma história e também incentivá-los a explorar o mundo dos quadrinhos. “Por meio da oficina de quadrinhos os alunos têm a possibilidade de dar asas à imaginação, criando não apenas os seus próprios personagens, mas desenvolvendo histórias em torno deles, sejam fictícias ou reais”, explica.

Foi o conhecimento do trabalho de Alexandre Nascimento que despertou o interesse de Murilo Roberto, 20 anos, pelos quadrinhos. ”Sempre gostei de histórias em quadrinhos, mas meus personagens são anti-heróis, pois prefiro um roteiro mais real, voltado para o cotidiano”, contou o estudante, que acompanha a trajetória do instrutor há algum tempo. “A minha paixão por essa arte já vem desde moleque. Eu curtia bastante as revistinhas que ganhava e também os desenhos animados. Por um tempo, cheguei a servir as Forças Armadas, mas desisti, pois a vontade de desenhar era maior”, comentou Nelys Jonathan, 23, outro participante da oficina.

A programação da Semana do Quadrinho Nacional segue na tarde desta quinta-feira, 29, com um bate-papo sobre Financiamento Coletivo, que terá como convidados os quadrinistas Otoniel Oliveira, Dorival Moraes e Volney Gonçalves. Na sexta, 30, a programação abre espaço para o trabalho de desenhistas brasileiros no quadrinho americano, com a presença de Joe Bennett, Jack Jadson, Rafael Lanhelas e Carlos Paul.

Toda programação é uma realização da Fundação Cultural do Pará, por meio da Diretoria de Informação e Leitura e a Biblioteca Pública Arthur Vianna.

registrado em:
Fim do conteúdo da página