Ir direto para menu de acessibilidade.


Página inicial > Notícias > Websérie "Pretas" será exibida em evento-maratona na Casa das Artes
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Websérie "Pretas" será exibida em evento-maratona na Casa das Artes

  • Publicado: Segunda, 08 de Abril de 2019, 10h33
  • Última atualização em Segunda, 08 de Abril de 2019, 10h33
  • Acessos: 311
imagem sem descrição.

A websérie “Pretas” será, pela primeira vez, exibida em formato de maratona. A programação será dividida nos dias 8 e 9, segunda e terça-feira, no cine Alexandrino Moreira da Casa das Artes, às 18h. A produção colaborativa paraense possui nove episódios, e trata de temas como negritude, solidão, racismo religioso, machismo, sexualidade e outras circunstâncias da vivência de mulheres negras - que têm suas histórias contadas em narrativas individuais. O evento contará ainda com a participação das cantoras e compositoras que compuseram a trilha sonora da série, que farão pocket shows nas duas noites.

Joyce Cursino, uma das roteiristas da empreitada, viu de perto o premiado projeto nascer. Ideia do diretor Lucas Moraga, que pesquisou os baixíssimos índices de mulheres negras no cinema - seja atuando, seja atrás das câmeras -, “Pretas” surgiu inicialmente como um curta, o episódio 1. “Eu participei desse episódio como atriz. Ele teve uma repercussão que a gente não esperava, e houve uma demanda pra que a gente continuasse essas histórias. Então o Lucas entendeu que essas narrativas precisavam ser contadas, inclusive roteirizadas, por mulheres negras também”, conta. Joyce aceitou o convite, e ajudou a construir o que veio a ser o formato final da série - que é feita de capítulos independentes, dando foco à trajetória de cada personagem. “Essas narrativas foram surgindo junto com a necessidade de falar da história dessas mulheres pretas. Afinal, embora exista esse recorte de ser mulher e ser negra que as une, cada ser humano tem sua especificidade, sua própria história”.

O fortalecimento do protagonismo feminino negro na produção não se encerra com o resultado visto em tela. Além de a trilha sonora também ter sido composta por mulheres pretas - como as artistas Bah, Liège e Thaís Badu -, as roupas e acessórios utilizados pelas atrizes foram essencialmente criados por designers e produtoras empenhadas na missão de propagar a cultura negra. Essas afroempreendedoras também participarão da programação, em uma feirinha que exporá as marcas e venderá seus produtos. Cyntia Costa é uma das envolvidas no evento. Sua marca, a Nega Neguinha, é movida justamente por essa estética, prioridade que rege o negócio desde 2015. “Nosso intuito é colocar em nossos produtos estampas que resgatem a ancestralidade negra presente também na Amazônia. Valorizamos essa mulher, seus traços e memória”. A empresária destaca quão especial para a grife foi ajudar a compor a identidade visual da série. “Foi muito importante. Não somente no que tange a divulgação e visibilidade, mas também pela relevância das temáticas abordadas”, avalia. “Ter a marca atrelada a projetos protagonizados por mulheres, sobretudo negras que debatem nossas demandas, é e sempre foi nosso objetivo”.

Serviço:

Maratona websérie “Pretas” + feirinha de afroempreendedoras e pocket show das cantoras/compositoras Bah, Liège e Thais Badu

Data: 8 e 9 de abril

Hora: 18h

Local: Casa das Artes - Praça Justo Chermont, 236 - Nazaré

Entrada franca

registrado em:
Fim do conteúdo da página