Ir direto para menu de acessibilidade.


Página inicial > Notícias > Roda de conversa promove a valorização da cultura ceramista
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Roda de conversa promove a valorização da cultura ceramista

  • Publicado: Sábado, 18 de Agosto de 2018, 11h21
  • Última atualização em Sábado, 18 de Agosto de 2018, 11h21
  • Acessos: 227
imagem sem descrição.

Depois de discutir o barro como cultura, meio ambiente e também como saber ancestral, o projeto “Lamugem – Memórias Vividas na Palma da Mão”, envereda agora para a vertente da cerâmica como design e elemento da arquitetura paraense. O tema será discutido na roda de conversa “A valorização cultural e os reflexos projetuais do design paraense”, com Viviana Fonseca, arquiteta e designer de interiores. A programação ocorre hoje,18 de agosto, às 10h, na Olaria do Espanhol, em Icoaraci. A entrada é gratuita.

O Lamugem surgiu com objetivo de retomar e promover a revalorização da cerâmica como arte em sua dimensão social, cultural e ambiental. Ao longo de um mês, o projeto vem instigando o trabalho com a cerâmica, considerando as narrativas, memórias e vivência do artista/artesão em meio aos hábitos, costumes e tradições que se entrelaçam ao seu processo criativo. As rodas de conversa e vivências vêm atraindo a participação reflexiva do público acerca dos usos da cerâmica.

“A ideia é apurar esse olhar, através desses bate papos, com o objetivo de trazer a cerâmica e o reflexo dessa cultura ceramista em projetos de todas as vertentes do design paraense, e que isso fortaleça a própria vivência da cerâmica em Icoaraci”, diz Milene Guedes, que também é design de interiores e uma das coordenadoras do projeto Lamugem.

“Hoje, quando se fala em cerâmica, é muito fácil ligar a atividade ao artesanato e muito pouco se liga essa cultura aliada também à arquitetura e ao design de interiores”, diz Viviana Fonseca.  “Percebemos que há uma desvalorização da cultura local ou ainda a falta de informação e pesquisa. É preciso instigar o nosso olhar para dentro e valorizar costumes, identidade, provocar o pertencimento cultural”, continua.

Viviana Fonseca é formada em Design de Interiores, graduada em Arquitetura e Urbanismo, pós-graduada em Gestão e Docência no Ensino Superior e Legislação Acadêmica e especialista em Design de Interiores, Iluminação e Paisagismo.  Com trajetória que permeia a arquitetura de interiores residenciais com o intuito de promover qualidade de vida para seus clientes e valorização da funcionalidade, ela vem estudando a psicologia ambiental e a cultura familiar para trabalhar o briefing de seus projetos.

“Vou buscar no perfil do cliente e na sua cultura familiar, as propostas do projeto. No caso deste sábado vamos abordar todas as questões que permeiam essa cultura ceramista e de que maneira poderíamos nos apropriar mais dela”, diz.

A programação será encerrada no próximo domingo, 26 de agosto, com a mostra “Lamugem- Memórias Vividas na Palma da Mão”.

Serviço:

“A valorização cultural e os reflexos projetuais do design paraense”

Data: 18/08.

Hora: 10h.

Local: Olaria do Espanhol, Rua Santa Isabel, 2010, Icoaraci.

Informações: 98932-8936

registrado em:
Fim do conteúdo da página