Ir direto para menu de acessibilidade.


Página inicial > Notícias > Líbero Luxardo exibe dois documentários de importantes artistas do Tropicalismo
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Líbero Luxardo exibe dois documentários de importantes artistas do Tropicalismo

  • Publicado: Quarta, 25 de Abril de 2018, 17h07
  • Última atualização em Quarta, 25 de Abril de 2018, 17h07
  • Acessos: 217
imagem sem descrição.

Nesta quinta-feira, 26, os filmes “Rogério Duarte: O Tropikaolista”, de José Walter Lima, às 16h, e “Torquato Neto – Todas as Horas do Fim”, de Eduardo Ades e Marcus Fernando, às 20h, entram na programação das sessões regulares do Cine Líbero Luxardo, da Fundação Cultural do Pará (FCP). Ambas as obras retratam a história de artistas importantes da Tropicália na década de 60, com enfoque em suas produções artísticas que revolucionaram o período em questão e o atual do Brasil.

Rogério Duarte, morto em 2016, foi uma das figuras mais importantes da Tropicália e também uma das menos populares. Influenciando Torquato Neto, Hélio Oiticica, Tom Zé, Caetano Veloso e Gilberto Gil, ele desenhou algumas das capas mais famosas da época e inspirou toda uma geração.

O documentário conta a trajetória de Duarte, mestre do design nacional, sobre seus atos de resistência durante um dos períodos mais conflituosos na vida do artista e do Brasil. José Walter Lima monta uma biografia de Rogério, apresentando desde as circunstâncias tropicalistas até as questões de saúde física e mental do personagem principal da obra.

O segundo filme conta a história de Torquato Neto (1944-1972), que vivia apaixonadamente as rupturas. Atuando em múltiplas frentes – no cinema, na música, no jornalismo –, o poeta piauiense engajou-se ativamente na revolução que mudou os rumos da cultura brasileira nos anos 1960 e 1970. Foi um dos pensadores e letristas mais ativos da Tropicália, parceiro de Gilberto Gil, Caetano Veloso e Jards Macalé.

Com o propósito de difundir o talento do poeta, enfatizando toda a relevância do artista que foi sendo pouco creditada com o passar do tempo, o documentário mostra desde a infância até o precoce fim trágico de Torquato. A obra exalta as produções do piauiense, registrando sua importância pouco reconhecida, justamente para suprir a falta de registros do escritor. A produção ainda conta com a narração do ator Jesuíta Barbosa e os depoimentos de amigos e familiares de Torquato.

O Cine Líbero Luxardo reunirá dois nomes importantes do movimento tropicalista, destacando seus maiores feitos para a cultura brasileira. Dentro das sessões regulares do Cine Líbero Luxardo, localizado no Centur, ambos os filmes serão exibidos com preços normalizados, a partir do dia 26.

Sessão Regular

“Rogério Duarte: O Tropikaolista”, de José Walter Lima (Brasil, 90 min., 14 anos)

Local: Cine Líbero Luxardo do Centur

Data: De 26, 27, 29/04 e 02/05

Hora: 16h

Preço: R$ 12,00 | Meia: R$ 6,00

“Torquato Neto – Todas as Horas do Fim”, de Eduardo Ades e Marcus Fernando (Brasil, 87 min., 12 anos)
Local: Cine Líbero Luxardo do Centur
Data: De 26 a 29/04 e 02/05
Hora: 20h
Preço: R$ 12,00 | Meia: R$ 6,00

registrado em:
Fim do conteúdo da página