Ir direto para menu de acessibilidade.


Página inicial > Notícias > Fundação Cultural do Pará promove laboratório de leitura dramática na Casa da Linguagem
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Fundação Cultural do Pará promove laboratório de leitura dramática na Casa da Linguagem

  • Publicado: Quinta, 01 de Setembro de 2016, 16h18
  • Última atualização em Quinta, 01 de Setembro de 2016, 16h18
  • Acessos: 1100
imagem sem descrição.

A Fundação Cultural do Pará encerra nesta sexta-feira (02), com uma mostra de resultados, o módulo de oficinas de agosto realizadas no Curro Velho e na Casa da Linguagem.

Nesta primeira está sendo realizado um Laboratório de Leitura Dramática, ministrado pela professora Thelma Monteiro e pelo ator Clemente Araújo, com o objetivo de mostrar práticas de leitura e dramatização do corpo. O trabalho foi construído a partir de jogos teatrais e treinamento do corpo e voz, utilizando os mais diversos tipos de texto, instrumentos musicais e outros recursos que possibilitem o aperfeiçoamento e maior desenvoltura do ato de ler.

A estudante de História Diana Lins, 24 anos, conta que não somente o laboratório como as demais oficinas regulares são muito boas porque incentivam a leitura entre os jovens. “Esse laboratório tem muito mais técnicas de artes cênicas. Antigamente eu era uma pessoa muito tímida, essas oficinas contribuíram para eu ter mais facilidade em me comunicar. E tem também a questão do aprendizado, pois adquirimos mais conhecimento”, completa.

Outra aluna a aprovar a atividade é a jornalista Ana Lídia Campos, que disse ter se surpreendido com o laboratório. “É a primeira vez que faço esse laboratório. Quando soube dele, me interessei pela questão da interpretação vocal, pois tenho interesse de seguir carreira no rádio e TV, então achei que seria importante, até mesmo asob o foco da dramaturgia. E o laboratório está superando minhas expectativas, pois achava apenas que ficaríamos sentados, lendo, e na verdade, está sendo muito mais do que isso. A cada aula nos surpreendemos”, afirma a jornalista.

A instrutora Thelma Monteiro faz uma avaliação do trabalho, que segundo ela, está sendo muito positivo. “Estamos com um grupo muito bom, ao todo são 23 pessoas que têm se mostrado bem interessadas e esforçadas. Até agora, a proposta está sendo cumprida do jeito que imaginamos, que é de unir corpo e voz”, destaca.

Ela reforça que qualquer pessoa pode participar do laboratório de leitura dramática e que os ensinamentos servirão para o dia-a-dia. “O laboratório não serve só pra quem quer ser ator, serve para apresentações de trabalhos acadêmicos e até mesmo para entrevistas de emprego, ajudando de diversas maneiras na desenvoltura dos indivíduos com relação à leitura e à expressão verbal”, finaliza.

Novas Inscrições – A partir desta quinta-feira (01) estão abertas novas inscrições para as oficinas de arte e ofício do Curro Velho e da Casa da Linguagem. São mais de 100 opções de oficinas nas diversas linguagens artísticas - visual, cênica, musical, verbal e audiovisual, entre outras.

As inscrições são gratuitas para os alunos de escolas públicas, para os demais é cobrada uma taxa de 20 reais, e podem ser feitas até o dia 16 de setembro. As aulas serão realizadas no período de 19 de setembro a 07 de outubro.

registrado em:
Fim do conteúdo da página