Ir direto para menu de acessibilidade.


Página inicial > Notícias > Fundação Cultural do Pará celebra a arte popular no carnaval
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Fundação Cultural do Pará celebra a arte popular no carnaval

  • Publicado: Quinta, 07 de Março de 2019, 10h36
  • Última atualização em Quinta, 07 de Março de 2019, 10h58
  • Acessos: 279
imagem sem descrição.

Reza a anedota que, no Brasil, o ano de trabalho só começa quando o carnaval acaba. Porém, no ofício da cultura popular, a Folia de Momo é coisa séria e envolve suor e dedicação de muita gente para levar alegria às ruas e espaços públicos da cidade. O Governo do Estado, por meio da Fundação Cultural do Pará, reconhece a importância desses esforços – e, pensando nisso, promoveu, nas últimas semanas, diversas realizações especiais para fazer o carnaval de Belém ser cada vez mais vivo e valorizado. Programações como as oficinas de bateria e o cortejo da Escola de Samba Crias do Curro Velho, bem como os Bailes Populares da FCP, já são tradicionais e fazem parte do calendário festivo da capital paraense.

                Para colocar o desfile do Crias na avenida – o que ocorreu no dia 23 de fevereiro pela manhã, saindo da Praça Brasil –, o trabalho de oficinas percussivas começou muito antes, no início do mês. Os encontros foram de segunda a sexta, das 15h às 17h30, no Espaço Curro Velho – para deixar tudo pronto para o samba-enredo “Uma Viagem ao Fabuloso Mundo da Literatura Infantil” brilhar junto com os meninos do projeto. Coordenador de linguagens cênicas do Curro Velho, Jorge Cunha destaca a abordagem lúdica da canção escolhida para o festejo, de autoria de Paulinho Moura. “O tema começa com a oralidade de nossos pais e avós contando as histórias que embalam nossa infância, passando pelos livros pop-up e gibis, até chegar aos autores que constroem nossa visão de mundo e cidadania”. O evento leva arte e alegria para as ruas de Belém há 29 anos.

                Já no início de março, os Bailes Populares da FCP ocorreram em pleno fim de semana de carnaval na sede da Fundação, fazendo a festa de quem ficou na cidade com duas noites de celebração. A sexta, 01, teve como atrações Monica Navarro e Eloy Iglesias, ambos acompanhados por suas bandas. Já no sábado, 02, quem comandou o salão foi a Bateria-Show Crias do Curro Velho, seguida de Mariza Black e banda, Sambloco e Theo Pérola Negra com a bateria da escola A Grande Família. Essa foi a 17ª edição da programação, que é gratuita e recebe em média cinco mil brincantes para celebrar a magia do período com o clima que ele pede. “O nosso repertório é realmente carnavalesco, com artistas consagrados da região”, avalia Almir Santos, diretor de Interação Cultural da instituição.

                O presidente da FCP João Marques reforça o caráter de continuidade do trabalho desenvolvido em prol da cultura paraense. “O carnaval da Fundação vai muito além do dia dos eventos”, pondera. “Na prática, representa a ponta de uma política pública de inclusão social permanente”. Assim sendo, o carnaval pode até acabar – mas o trabalho para levar arte e lazer para a população continua a todo vapor.

registrado em:
Fim do conteúdo da página