Ir direto para menu de acessibilidade.


Página inicial > Notícias > Casa das artes apresenta documentário premiado em festivais
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Casa das artes apresenta documentário premiado em festivais

  • Publicado: Quarta, 24 de Outubro de 2018, 15h11
  • Última atualização em Quinta, 25 de Outubro de 2018, 09h28
  • Acessos: 477
imagem sem descrição.

A sessão Cineclube"Prata da Casa", do Cineclube Alexandrino Moreira da Casa das Artes, apresenta nesta quinta-feira (25), às 19h, o filme "Cidadão Boilesen", de Chaim Litewski. A programação é idealizada pelo Nucleo de Produção Digital (NPD) da Casa das Artes. O objetivo do projeto “Prata da Casa” é incentivar a divulgação de filmes nacionais, promovendo a exibição destas obras, mesmo que em circuito alternativo. A entrada é franca.

Um capítulo sempre subterrâneo dos anos de chumbo no Brasil, o financiamento da repressão violenta à luta armada por grandes empresários, ganha contornos mais precisos neste perfil daquele que foi considerado o mais notório deles. As ligações de Henning Albert Boilesen (1916-1971), presidente do grupo Ultra, com a ditadura militar, sua participação na criação da terrível Oban- Operação Bandeirante- e acusações de que assistiria voluntariamente a sessões de tortura emergem de diversos depoimentos de personagens daquela época. Entre eles, o ex-secretário da segurança pública Erasmo Dias, o ex-governador Paulo Egydio Martins e antigos presos políticos, como Carlos Eugênio Sarmento da Paz e Jacob Gorender.

Decidido a investigar melhor a morte de Boilesen desde seu assassinato, o diretor Chaim Litewski optou por um documentário no início dos anos 90. Com financiamento próprio e realizado nas horas vagas do cineasta, o filme levou 16 anos para ficar pronto, mas sua primeira exibição já conquistou o troféu de melhor filme do festival É Tudo Verdade. Dentre os depoimentos existentes no filme estão o do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, o ex-governador de São Paulo Egídio Martins, Erasmo Dias, Dom Paulo Evaristo Arns, além de vítimas do regime como Carlos Eugênio da Paz, membro da ALN que liderou o grupo que matou Boilesen.

No ano de 2009, o filme ganhou os seguintes prêmios Melhor Documentário da Competição Brasileira (Festival É Tudo Verdade), Melhor Documentário- Prêmio de Público (Cinesul) e Melhor Direção para Chaim Litewski (Recine).

Serviço

Cineclube Alexandrino Moreira (LPD)

Cidadão Boilesen, de Chaim Litewski (Brasil, 2009, 92 min)

Data: 25 de outubro

Hora: 19h

Local: Casa das Artes (Praça Justo Chermont, 236)

Entrada franca

registrado em:
Fim do conteúdo da página