Ir direto para menu de acessibilidade.


Página inicial > Notícias > Fundação Cultural do Pará recebe ciclo de palestras sobre Escravidão, Resistência e Raízes Africanas no Brasil
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Fundação Cultural do Pará recebe ciclo de palestras sobre Escravidão, Resistência e Raízes Africanas no Brasil

  • Publicado: Sexta, 18 de Maio de 2018, 16h24
  • Última atualização em Sexta, 18 de Maio de 2018, 17h09
  • Acessos: 476

No próximo domingo, 20 de maio, um grupo de cinco professores da rede pública e particular de ensino estarão reunidos no auditório Ismael Nery, da Fundação Cultural do Estado do Pará, das 7h30 às 13h00, para um ciclo de cinco palestras e debates sobre “Escravidão, Resistência e Raízes Africanas no Brasil”.

A equipe de professores reuniu-se para estudos interdisciplinares, a fim de alcançar outros professores e estudantes, e os induzir à reflexão crítica sobre o tema. A iniciativa partiu do historiador Júlio Charchar, autor do livro Memórias da Escravidão Negra no Brasil, que será distribuído gratuitamente a todos os participantes do evento.

O evento contará também com a presença do Professor Márcio Marçal, que vai abordar as formas de resistência dos escravos no campo e na cidade, utilizando documentos históricos do século XIX, que destacam os abolicionismos e o protagonismo do negro no contexto escravocrata, além de tratar do período pós-abolição e da dinâmica que norteia a exclusão étnico-racial na contemporaneidade.

Na sequência é a vez do Professor Helder Bentes, pesquisador em Ciências da Linguagem, que vai tratar das matrizes africanas de nossa literatura, sua relação com a história e as concepções artísticas nos séculos de escravidão, além dos reflexos literários das lutas que criminalizaram o racismo.

Depois é a vez do Professor Raimundo Marques, mestre e doutorando em História Social pela USP. Estudioso da América indígena, de povos andinos e amazônicos, o profissional tem vinte anos de magistério na rede particular de ensino em Belém e foi professor da rede pública do Estado de São Paulo.

Para fechar a programação entra o Professor Aldenir Vasconcelos, historiador, sociólogo e mestrando em Sociologia e Antropologia pela Universidade Federal do Pará, ele analisa a importância das representações da negritude na constituição de nosso patrimônio cultural e artístico, associando as manifestações culturais do presente a seus aspectos históricos.

Serviço: O ciclo de palestras Escravidão, Resistência e Raízes Africanas no Brasil será no Auditório Ismael Nery, no primeiro andar da FCP, no próximo domingo, 20, de 7h30 às 13h. O investimento é de 20 reais, com direito ao livro Memórias da Escravidão Negra no Brasil. Para mais informações acesse aqui fanpage do evento no Facebook.

registrado em:
Fim do conteúdo da página