Ir direto para menu de acessibilidade.


Página inicial > Notícias > Cine Líbero Luxardo exibe mostra de documentários musicais
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Cine Líbero Luxardo exibe mostra de documentários musicais

  • Publicado: Segunda, 13 de Novembro de 2017, 16h22
  • Última atualização em Terça, 14 de Novembro de 2017, 07h39
  • Acessos: 63
imagem sem descrição.

O 12º Festival Se Rasgum também inclui uma programação para os amantes da sétima arte, que inicia nesta segunda-feira (13) no Cine Líbero Luxardo, no Centur, e prossegue na terça (14), sempre a partir das 19 h. Pela segunda vez no Festival será realizada a Pequena Mostra IN-EDIT de Cinema, com a exibição de nove produções nacionais, com entrada franca.

No primeiro dia, o público poderá conferir cinco documentários. “Bambas”, direção de Anná, que relata os depoimentos de mulheres que se posicionam sobre o samba também ser feminino; “Piano Forte”, de Anabela Roque, com a história de Maurício Maia, um músico amador, autodidata, que acredita que sua música vai guiar o mundo, e a produção “Samba de Cacete – Alvorada Quilombola”, de André dos Santos e Artur Arias Dutra, que mostra a tradição cultural de uma comunidade negra que vive às margens do Rio Tocantins, no município de Oeiras do Pará.

A programação prossegue com “Bendito Batuque”, dirigido por Chico Galvão e Edgard Galvão, que retrata a família Soledade, formada por exímios batuqueiros de umbigada, um ritmo ancestral trazido por negros provenientes de Angola e do Congo, e “House Sounds”, direção de Bruno Ramos, sobre a história de “dois manos” da periferia de São Paulo que são responsáveis por divulgar a cultura do Soundsystem.

No segundo dia serão exibidas quatro produções: “Cinebiogravura”, em que o cineasta Luís Rocha Melo conta a história de seu pai, que comandou um programa de rádio sobre jazz nos anos 50, no Rio de Janeiro, por meio de recortes de jornal, pedaços de cartas e fotos; “Eu sou Raul Torres, violeiro sim Sinhô”, direção de Leandro Ferrari e Daniel Figueira, que destaca a história e a importância de Raul Torres para a divulgação da música caipira no cenário musical; “A vida é um improviso”, de Vicente Oliveira, sobre o contato direto com o universo musical de artistas, com destaque para a improvisação da música instrumental brasileira, e “Cena Musical Contemporânea em 4 Tempos – São Paulo”, de Tamy Marracinni, que acompanha a apresentação de processos criativos e diversas influências de três compositores contemporâneos, retratando esse movimento musical pouco conhecido do grande público.

Serviço: 12º Festival Se Rasgum – Mostra IN-EDIT, nos dias 13 e 14 de novembro de 2017, a partir das 19 horas, no Cine Líbero Luxardo – Avenida Gentil Bittencourt, nº 650, Bairro Nazaré. Entrada franca.

Exibições no dia 13 – segunda-feira

Bambas

Piano Forte

Samba de Cacete – Alvorada Quilombola

Bendito Batuque

House Sounds

Exibições no dia 14 – terça-feira

Cinebiogravura

Eu sou Raul Torres, violeiro sim Sinhô

A vida é um improviso

Cena Musical Contemporânea em 4 Tempos – São Paulo

registrado em:
Fim do conteúdo da página