Ir direto para menu de acessibilidade.


Página inicial > Notícias > Max Texeirah lança livro de contos na Feira do Livro no stand da FCP
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Max Texeirah lança livro de contos na Feira do Livro no stand da FCP

  • Publicado: Quarta, 31 de Maio de 2017, 17h59
  • Última atualização em Quarta, 31 de Maio de 2017, 17h59
  • Acessos: 183
imagem sem descrição.

A Fundação Cultural do Pará continua com sua programação especial na XXI Feira Panamazônica do Livro, que conta com a presença de alguns dos autores literários do Premio Dalcídio Jurandir.

Nesta quinta, 01 de junho, é a vez de Max Texeirah, autor de “Três Macacos Primordiais”, que participa do projeto Roda Palavra e do lançamento de sua obra no Stand da FCP.

Max Texeirah é belenense, cronista e contista formado pela Universidade Federal do Pará (UFPA) em Ciências Sociais. Professor de sociologia e filosofia em escolas públicas..Além de ser premiado no Dalcidio Jurandir 2015 recebeu também o troféu Inglês de Souza do Proex de literatura.

No Roda Palavra na Feira do Livro é possível e estreitar a relação autor-leitor “É interessante porque o escritor se realiza no seu leitor, é pela recepção da obra que o texto se torna vivo. Claro que o encontro com o escritor de algum modo pode clarear questões sobre os processos da escrita, sobre motivadores. Se o Roda palavra consegue promover um encontro entre escritores e leitores então a experiência da escrita e da leitura se enriquecem”, comemora o autor.

Após o bate-papo realizado na sala multiuso o escritor segue para o stand da FCP onde participa de uma sessão de autógrafos.

 A obra “Os Três Macacos Primordiais” é uma coletânea reúne contos feitos em diferentes momentos, nenhum deles no entanto foram feitos com fim de concorrerem em um concurso literário, esse projeto é "irmão" de um conto chamado "Das Manhãs Sonoras".

Sobre o livro de contos que será lançado, Max Texeirah revela de alguma forma há neles um projeto mais amplo que começou e que versa sobre narrativas universais que se desvelam em nosso tempo com outras urgências, urgências do nosso tempo. “É um livro demasiado modesto, mas que martela questões do presente em comunhão com todas as épocas”, finaliza o escritor.

Serviço:

16h30 - Roda Palavra – Sala Multisuo

18:00h – Lançamento de “Os Três Macaco Primordiais” – Stand FCP

registrado em:
Fim do conteúdo da página