Ir direto para menu de acessibilidade.


Página inicial > Notícias > Serviços oferecidos pela seção braille da Biblioteca Arthur Vianna são apresentados na 1ª Feira Estadual Existir
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Serviços oferecidos pela seção braille da Biblioteca Arthur Vianna são apresentados na 1ª Feira Estadual Existir

  • Publicado: Terça, 08 de Novembro de 2016, 16h52
  • Última atualização em Terça, 08 de Novembro de 2016, 16h59
  • Acessos: 316
Fotos: Diogo Vianna
imagem sem descrição.

Até hoje, 8, na Estação das Docas, a Fundação Cultural do Pará participa da I Feira Estadual Existir, com a presença da Seção Braille da Biblioteca Pública Arthur Vianna.  O evento ocorre em conjunto com a I Feira de Ações Integradas à Pessoa com Deficiência, a II Feira Paraense de Tecnologia Assistiva e Inclusão Social das Pessoas com Deficiência, e o V Fórum de Tecnologia Assistiva e Inclusão Social à Pessoa com Deficiência.

O evento reúne pesquisadores, fabricantes de equipamentos e tecnologias para pessoas com deficiência, e está promovendo a discussão sobre leis e melhorias na qualidade de vida dessas pessoas, abordando temas como tecnologia assistiva e acessibilidade, geração de empregos e outros assuntos. A feira também é destinada para os familiares das pessoas com deficiência, e profissionais do setor de inclusão, reabilitação, acessibilidade e tantos outros.

Pedro da Silva Neto, de 59 anos, é cego, e trabalha como bibliotecário da seção braille da Biblioteca Pública Arthur Vianna (BPAV) desde 1997. À frente do estande da Fundação Cultural do Pará no evento, ele apresenta um pouco dos serviços da seção braille que a biblioteca destina a pessoas com deficiência visual. Entre os objetos presentes no estande, estão uma impressora braille da FCP, um computador com o sistema acessível chamado DOSVOX, uma máquina de escrever braille e alguns livros que integram o acervo da instituição.

“O trabalho que estamos desenvolvendo aqui, é basicamente de divulgação do formato em que o cego pode ter o acesso à informação”, conta o bibliotecário Pedro da Silva Neto, que diz que quando um usuário com deficiência visual procura a seção braille da BPAV ele é imediatamente atendido e questionado sobre o tipo de pesquisa ele está fazendo, qual assunto ele está interessado, e que é informado a ele em qual suporte está o material procurado. “O material pode estar em braille, no computador, ou em livro falado, é nessa forma que atendemos nossos usuários”.

O bibliotecário falou ainda do sistema operacional DOSVOX, que se comunica com o usuário através de síntese de voz, viabilizando o uso de computadores por deficientes visuais.

Serviço: A seção Braille da Biblioteca Pública Arthur Vianna funciona no horário de 8h às 17h, e se localiza no subsolo da sede da Fundação Cultural do Pará, na avenida Gentil Bittencourt, número 650, bairro de Batista Campos.

registrado em:
Fim do conteúdo da página