Ir direto para menu de acessibilidade.

Opções de acessibilidade


destaque

Início do conteúdo da página
Últimas notícias

FCP e Secult entregam selo Cultura Pará à Norte Energia

  • Publicado: Terça, 10 de Agosto de 2021, 17h36
  • Última atualização em Terça, 10 de Agosto de 2021, 17h36
  • Acessos: 257
imagem sem descrição.

O Governo do Estado, por meio da Fundação Cultural do Pará e da Secretaria de Cultura do Estado, realizou na manhã desta terça-feira (10) a entrega do selo Cultura Pará à Norte Energia, empresa localizada em Vitória do Xingu. A reunião solene ocorreu em Belém, na Secretaria de Cultura do Estado; e marcou o reconhecimento da empresa concessionária de energia como parceira do setor cultural paraense, por apoiar grandes projetos na região do Xingu via Lei Semear.

"É um momento muito importante pra Secretaria Executiva da Lei Semear, porque conseguimos fechar um ciclo. Trazendo os empresários pra conversa, aqueles que já nos ajudam há muito tempo, a gente consegue estreitar os laços. Assim, fazemos com que os fazedores de cultura tenham acesso a eles e eles tenham acesso a nossos projetos", explica Ulisses Nooblath, secretário executivo da Lei Semear. Na ocasião, Nooblath realizou também a entrega de uma lista com projetos aprovados pela Semear, junto com os contatos dos fazedores de cultura responsáveis. "Nosso intuito é que eles possam estudar e futuramente patrocinar mais projetos ainda. Nós estamos realizando o trabalho de aproximar também outras empresas que possuem interesse em apoiar a cultura, mas que por desconhecimento ou por falta de contato com os fazedores de cultura, nós não estávamos conseguindo alcançar".

O secretário adjunto de cultura do estado Bruno Chagas destacou que o Cultura Pará é uma forma de certificar a empresa. "Receber o selo de empresa amiga da cultura, oferecido pela Secretaria de Cultura e pela Fundação Cultural do Pará, é uma maneira de parabenizar a atuação das empresas dentro da Lei Semear e do incentivo à cultura no estado. É muito importante que empresas desse porte possam se envolver na política cultural do Pará, que não é uma política apenas de entretenimento, mas de transformação social", avalia. Eduardo Camillo, superintendente de Relações Institucionais da Norte Energia, celebra o reconhecimento. "Nós temos essa determinação de apoiar a cultura da região, porque a cultura e a educação são o que transforma. Ficamos muito felizes de ver a empresa reconhecida".

Guilherme Relvas, presidente da Fundação, aproveitou a ocasião para demarcar um processo de expansão e municipalização do programa Semear. "Um primeiro momento já ocorreu, que foi o encontro com fazedores de cultura e artistas da região de integração do Xingu. Agora estamos planejando uma programação de capacitação para possibilitar novas parcerias entre produtores e empresas que queiram apoiar o setor cultural".

registrado em:
Fim do conteúdo da página