Ir direto para menu de acessibilidade.

Opções de acessibilidade



Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Fundação Cultural do Pará exibe II Festival do Filme Etnográfico do Pará na Casa das Artes

  • Publicado: Sexta, 01 de Novembro de 2019, 18h54
  • Última atualização em Sexta, 01 de Novembro de 2019, 19h10
  • Acessos: 339
imagem sem descrição.

Por meio de uma parceria entre a Fundação Cultural do Pará, a UFPA/PPGSA - Programa de Pós-graduação em Sociologia e Antropologia e o Grupo de Pesquisa em Antropologia Visual Visagem, a Casa das Artes exibe nos dias 4 e 11 de novembro o II Festival do Filme Etnográfico do Pará. As obras serão exibidas no Cine Auditório Alexandrino Moreira, sempre às 19h. A entrada é franca.

Segundo Alessandro Campos, antropólogo e coordenador do Festival, em sua segunda edição o Festival reitera o desejo de difundir, fomentar e premiar produções audiovisuais que apresentem qualidade técnica reconhecida na área da sociologia e antropologia, além de promover o diálogo entre produtores e pesquisadores que se interessem pela temática.

A Programação está composta pelos seguintes filmes: no dia 04 serão projetados “Filho de Peixe” (de Igor Ribeiro), “Nadir” (de Fábio Rogério), “Neuza” (de João Marcos), “A Viagem do Seu Arlindo” (de Sheila Altoé), “Codinome Breno” (de Manoel Batista) e “Imaginários Urbanos” (de Glauber Xavier). Já no dia 11, as obras exibidas serão “Conte isso àqueles que dizem que fomos derrotados” (de Aiano Bemfica, Camila Bastos, Cristiano Araújo e Pedro Brito), “Entremarés” (de Anna Andrade), “Dos Filhos Deste Solo És Mãe” (de Antônio Fargoni), “Em Bora - Além das Margens Amazônicas” (de Leonardo Carrato) e “Entre Parentes” (de Tiago de Aragão).

Além da exibição de filmes, a programação também inclui a oficina “Cinema cotidiano: contos de celular” com Netto Dugon. Segundo o instrutor, o celular está presente em nosso cotidiano, e cada vez mais com potentes recursos audiovisuais. “Essa oficina pretende qualificar essa potencialidade e compartilhar histórias e narrativas, preservando a memória e identidade desses contos que nos cercam cotidianamente através da linguagem cinematográfica possível com a câmera do telefone celular”, detalha Dugon. O curso será de 5 a 9, de 9h às 12h, na Casa das Artes, e as inscrições podem ser feitas pelo link https://bit.ly/2r6YQu1.

Felipe Pamplona, técnico em gestão cultural da Casa das Artes, reforça que a instituição está sempre aberta a parcerias com os festivais voltados para o cinema brasileiro. “Exemplo disso é que ainda no mês de novembro teremos o Festival de Cinema Negro aqui na Casa”, conclui Pamplona.

Serviço: o II Festival do Filme Etnográfico do Pará será na Casa das Artes, nos dias 4 e 11 de novembro. As obras serão exibidas no Auditório Alexandrino Moreira, sempre às 19h, com entrada franca. A Casa das Artes fica na Praça Justo Chermont, 236.

registrado em:
Fim do conteúdo da página