Ir direto para menu de acessibilidade.

Opções de acessibilidade



Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Casa das Artes divulga filmes para agosto

  • Publicado: Sexta, 03 de Agosto de 2018, 16h02
  • Última atualização em Sexta, 03 de Agosto de 2018, 16h09
  • Acessos: 469
imagem sem descrição.

O Cine Alexandrino Moreira da Casa das Artes, em parceria com a Associação Paraense de Críticos de Cinema (APCC), apresenta a programação de filmes do mês de agosto. Serão exibidos quatro longas-metragens brasileiros, dois clássicos e três produções do cinema moderno. As sessões acontecem sempre às 19h, às segundas-feiras, com exceção do documentário paraense “Unidos venceremos o preconceito – Histórias de superação”, que será excepcionalmente na sexta-feira, dia 17. Após a exibição dos filmes selecionados pela APCC ocorrerão debates.

O primeiro filme, a ser exibido no dia 06, é “Vidas Secas”, de Nelson Pereira dos Santos. Eleito o terceiro melhor filme nacional de todos os tempos, segundo a Abraccine (Associação Brasileira de Críticos de Cinema), o longa é baseado no livro do escritor Graciliano Ramos. Nesta obra o autor conta a história de uma família do sertão nordestino que luta pela sobrevivência durante a seca. Além do reconhecimento nacional, a obra também conquistou a crítica internacional, ganhando o prêmio OCIC no Festival de Cannes em 1964. A produção foi selecionada pela APCC para ser exibido no Cine Alexandrino Moreira.

Na semana seguinte, no dia 13, será exibido “Menino 23 - Infâncias Perdidas no Brasil”, de Belisário França, que foi o eleito o melhor filme documentário no Grande Prêmio do Cinema Brasileiro de 2017. O tema abordado é um fato curioso e assustador que aconteceu no interior de São Paulo. Quando tijolos marcados com suásticas nazistas são encontrados em uma fazenda, o historiador Sidney Aguilar começa a investigar o passado sombrio de 50 crianças negras que foram levadas até essa fazenda na década de 1930.

O representante paraense na programação será o documentário “Unidos Venceremos o Preconceito - Histórias de Superação”, de Alexandre Baena e Romeu Neto. O filme conta as histórias de seis jovens com deficiência intelectual e múltipla. Um dos idealizadores do projeto audiovisual, Romeu, nasceu com Síndrome de Down e é poeta, compositor e autor literário. O filme foca no desafio que cada um dos seis personagens teve que superar para alcançar seus objetivos na vida pessoal e profissional. Desafios como passar no vestibular até ser cantor ou atleta. A sessão é dia 17 às 19h.

O quarto filme será o suspense policial “Assalto ao trem Pagador”, do diretor Roberto Farias, outra seleção da APCC que terá debate ao fim da exibição. A obra é baseada na história real de um grupo que planejou e executou com maestria e audácia um assalto ao trem de pagamentos da Estrada de Ferro Central do Brasil, em Junho de 1960. Este também é um longa premiado que está na lista de 100 melhores filmes de todos os tempos.

Na última semana, dia 27, a programação encerra com “Chega de Fiu Fiu”, de Amanda Kamanchek e Fernanda Frazão, um documentário que fala sobre o machismo que três mulheres vivenciam cotidianamente. Com uma câmera escondida, as mulheres registram acontecimentos que serão a base para o filme. Estarão presentes especialistas para debater as questões trazidas por esta produção cinematográfica.

Programação de Cinema

Cine Alexandrino Moreira - Casa das Artes - Praça Justo Chermont, 236 - Nazaré

Dia 06 - Vidas Secas (Homenagem ao diretor Nelson Pereira dos Santos)

Dia 13 - “Menino 23 - Infâncias Perdidas no Brasil” - Belisário França

Dia 17 – “Unidos Venceremos o Preconceito - Histórias de Superação” - Alexandre Baena e Romeu Neto

Dia 20 - Assalto ao trem Pagador (homenagem ao diretor Roberto Farias)

Dia 27 – “Chega de fiufiu” - Amanda Kamanchek e Fernanda Frazão

A programação acontece sempre às 19H.

registrado em:
Fim do conteúdo da página