Ir direto para menu de acessibilidade.

Opções de acessibilidade



Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Líbero Luxardo exibe “Zama”, longa sobre política e estética

  • Publicado: Terça, 15 de Maio de 2018, 14h48
  • Última atualização em Terça, 15 de Maio de 2018, 14h48
  • Acessos: 418
imagem sem descrição.

“Zama”, dirigido e escrito pela argentina Lucrecia Martel, terá sessão de estreia nesta quinta-feira, 17, às 20h, no Cine Líbero Luxardo da Fundação Cultural do Pará (FCP). A projeção do filme estará nas sessões regulares do cinema, contando de forma irônica a condição em que se encontra um funcionário da Coroa Espanhola, preso em uma colônia na fronteira da Argentina com Paraguai.

Baseado no livro homônimo de Antonio di Benedetto, o longa conta a história de Don Diego de Zama (Daniel Giménez Cacho), um oficial da Coroa Espanhola que no fim do século XVIII parte para Buenos Aires e se junta a um grupo de soldados à caça de um perigoso bandido, enquanto explora terras habitadas por índios.

Lucrecia Martel apresenta um colonizador preso, diferente dos nativos, por meio de cenas em que o personagem se encontra sozinho, com planos abertos, exposto a qualquer perigo. A diretora também contraria positivamente seu próprio método, utilizando closes no rosto de Don Diego, expressando seu desespero e medo em planos claustrofóbico. O longa, que é um dos melhores filme de 2017, segundo a revista especializada Sight & Sound, conta com um elenco de nacionalidades diversas, incluindo o ator brasileiro Matheus Nachtergaele (O Auto da Compadecida).

O objeto central que move a história é o colono, o personagem movimenta a narração, e a diretora não se limita ao usar elementos em cena para transmitir suas emoções. O suspense interpretado por Daniel Giménez Cacho é angustiante, repassando o mal-estar para o telespectador, por meio dos efeitos sonoros e as próprias imagens, mas a principal mensagem está no ponto de vista do público, levantando a questão sobre quem é a real ameaça.

“Zama”, de 2017, traz empatia entre a obra e o telespectador, e terá a primeira exibição nesta quinta-feira, 17, com entrada franca para estudantes na sessão de estreia, por meio do Projeto Plateia, e preços normalizados posteriormente, no Cine Líbero Luxardo, localizado no Centur.

Sessões Regulares

“Zama”, de Lucrecia Martel (ARG/ESP/FRA/EUA/HOL/BRA/POR/MEX, 120 min., 16 anos, legendado)
Local: Cine Líbero Luxardo do Centur
Data: De 17* a 20 e 23, e de 24 a 27 e 30 de maio de 2018
Hora: 20h e 18h a partir do dia 24
Preço: Inteira: R$ 12,00 | Meia: R$ 6,00
*Projeto Plateia: Entrada franca para estudantes na sessão de estreia

registrado em:
Fim do conteúdo da página