Ir direto para menu de acessibilidade.

Opções de acessibilidade



Página inicial > Fundação Cultural do Estado do Pará
Início do conteúdo da página

 
Fundação Cultural do Pará
Fundação Cultural do Estado do Pará

Quarta, 08 de novembro de 2017

Agenda alterada

Expo Auto do Círio

exp out17

 

Ó Virgem Santa,
nós somos aqueles
que há décadas te oferecem arte e
alegria;
que há décadas trazem
encantamento as ruas do Centro
Histórico da cidade que és
padroeira;
que há décadas defendem
liberdade e amor.
Nossa Sra. de Nazaré,
é por ti que mostramos a arte na fé;
nós somos um ressoar de várias
vozes;
nós somos o teu ressoar.
Nos abençoe com a tua luz, com a
tua paz, que a cada dia que passa
se torna mais necessária.
Por uma Belém de Paz

Local: Galeria Theodoro Braga
  • Dia todo

CINE LÍBERO LUXARDO APRESENTA "PENDULAR", DE JÚLIA MURAT, NAS SESSÕES REGULARES

PENDULAR

 

Título original: PENDULAR | Direção: Júlia Murat | Roteiro: Júlia Murat, Matias Mariani | Gênero: Drama | Ano: 2017 | País: Brasil | Elenco: Felipe Rocha, Larissa Siqueira, Marcio Vito, Martina Revollo, Neto Machado, Raquel Karro, Renato Linhares, Rodrigo Bolzan, Valeria Barretta | Produção: Júlia Murat, Tatiana Leite | Fotografia: Soledad Rodríguez | Trilha sonora: Edson Secco | Edição: Lia Kulakauskas & Marina Meliande | Estúdio: Cepa Audiovisual, Esquina Filmes, MPM Film, Syndrome Films | Distribuidora: Vitrine Filmes | Cor: Colorido  | Duração: 108 min. | Classificação etária: 18 anos | Áudio: Português

 

 

Sinopse: Um jovem casal se muda para um grande galpão industrial abandonado. Uma fita laranja colada no chão divide o espaço em duas partes iguais: à direita o ateliê de escultura dele, à esquerda o estúdio de dança dela. O filme acontece neste ambiente onde arte, performance e intimidade se misturam; e onde os personagens perdem aos poucos a capacidade de distinguir entre seus projetos artísticos, o passado de cada um e sua relação amorosa.

De 26 a 29/10 e 01/11 | 20h

De 02 a 05 e 08/11 | 18h

 *Dia 26/10 | 20h – Projeto Plateia: Entrada franca para estudantes

 

Inteira: R$ 12,00 | Meia: R$ 6,00

 

 

CINE LÍBERO LUXARDO

Fundação Cultural do Estado do Pará | Av. Gentil Bittencourt, 650, Nazaré, Belém, Pará | (91) 32024321 | cinelibero@gmail.com

Artes visuais

Local: Cine Líbero Luxardo
  • Início: 18h00
  • Fim: 22h00

CINE LÍBERO LUXARDO APRESENTA "EXODUS – DE ONDE EU VIM NÃO EXISTE MAIS", DE HANK LEVINE, NAS SESSÕES REGULARES

 

EXODUS – DE ONDE EU VIM NÃO EXISTE MAIS

 

Título original: EXODUS WHERE I COME FROM IS DISAPPEARING | Direção: Hank Levine | Roteiro: Hank Levine | Gênero: Documentário | Ano: 2017 | País: Brasil, Alemanha | Elenco: Jule Böwe, Wagner Moura | Produção:  Hank Levine, Andrea Barata Ribeiro, Bel Berlinck, Fernando Meirelles e Fernando Sapelli | Fotografia:  Klaus Betzl, Hank Levine e Yuri Salvador | Trilha sonora: Edson Secco | Edição: Katja Dringenberg | Estúdio: O2 Filmes, Rundfunk Berlin-Brandenburg (RBB) e  WestDeutscher Rundfunk (W.D.R.) | Distribuidora: O2 Filmes| Cor: Colorido | Duração: 95 min. | Classificação etária: 12 anos | Legendado 

 

 

Sinopse: Acompanhando as jornadas de seis refugiados, Napuli, Tarcha, Bruno, Dana, Nizar e Lahtow, esta é uma observação sobre o estado do mundo frente à crise dos refugiados que se espalhou por todo o planeta, visto que cada vez mais pessoas deixam seus lares para fugirem de motivos diversos como guerras e epidemias, buscando um porto seguro para recomeçar suas vidas.

 

De 02* a 05 e 08/11 | 20h

De 09 a 12 e 15/11 | 18h

*Dia 02/11 | 20h – Projeto Plateia: Entrada franca para estudantes

 

Inteira: R$ 12,00 | Meia: R$ 6,00

 

 

CINE LÍBERO LUXARDO

Fundação Cultural do Estado do Pará | Av. Gentil Bittencourt, 650, Nazaré, Belém, Pará | (91) 32024321 | cinelibero@gmail.com

Artes visuais

Local: Cine Líbero Luxardo
  • Início: 18h00
  • Fim: 22h00

O TEATRO MARGARIDA SCHIVAZAPPA APRESENTA

PRÊMIO PAUTA LIVRE

Amores Clandestinos

 11.Nov.8.17

Com o objetivo de levar ao público, um ambiente natural e simples, mostrando por meio da música, às várias possibilidades de amar, a cantora Jacqueline Scafutto, apresentará o espetáculo “Amores Clandestinos”, selecionado no edital Pauta Livre 2017 da Fundação Cultural do Pará (FCP).

O show “Amores Clandestinos” é o resultado de um acervo entre vivências, experiências e descobertas. Livre para todas as idades, ele permeia pelas várias formas de amar. Com um repertório passeando entre o autoral e releituras de alguns clássicos, com nuances que vão do jazz à MPB.

O espetáculo levará o público a um ambiente intimista, a fim de despertar sensações nostálgicas, que farão com que sejam conduzidos por uma onda de amores, dores, desamores e peculiares sabores, que só é sentida quando penetramos numa vastidão de emoções ocultas dentro de nós mesmos.

 

“Amores Clandestinos é o reconhecimento em forma de música das várias possibilidades de amor livre, amplo e sem formas, que rompe paradigmas e ultrapassa limites estabelecidos por padrões e regras impostas pela sociedade conservadora, mostrando que nelas há também sentimentos e amor envolvido. Quebrando todo e qualquer tipo de preconceito”, explica a cantora Jacqueline Scafutto.

 

Participações – O espetáculo contará com a presença de ilustres cantores como: Afonso Cappelo, Flávio Cristiano, Renato Sinimbú e Lucinnha Bastos. "As participações especiais são pessoas com as quais tenho uma relação de amizade muito profunda, além de que sou intensamente admiradora da música de cada um, e sinto-me honrada ao dividir o palco com esses artistas excepcionais", pontua a cantora.

 

Currículo - Cantora e compositora, Jacqueline Scafutto é natural de Belém do Pará, e desde os três anos de idade a música já era sua maior motivação e amor. Seus primeiros registros musicais são cantando no palco de uma igreja. “Na infância eu já participava de festivais, o que continuou por toda adolescência. Um dos momentos marcantes de minha iniciação artística foi em um dos festivais escolares que participei, quando interpretei “Folhetim”, de Chico Buarque de Holanda e, impactei meus professores pela escolha da canção, pois à época, tinha apenas seis anos”, conta. E na infância a artista teve contato com suas maiores influências musical: a Bossa Nova e a MPB, incentivada pelo seu tio José Trajano de Souza, que tinha uma estante de LP’s no seu quarto.

Importante: A distribuição dos ingressos para pessoas com direito à gratuidade será no dia do evento a partir das 14h, na bilheteria do Teatro.

- A venda na bilheteria do Teatro começa às 14h no dia do evento

Dias: 8 de novembro de 2017.

Sessão: 20h00.

Classificação Indicativa: Livre.

Valor do Ingresso: R$: 20,00 (Inteira)

R$: 10,00 (Meia)

Informações: (91) 98022-2173 / 98420-0030

Local: TEATRO MARGARIDA SCHIVAZAPPA
  • Início: 20h00
  • Fim: 22h00

Agenda

Busca de agenda

Faça buscas de agenda por palavras-chave

Fim do conteúdo da página